Edit: Este post foi originalmente publicado em 2009, sob o título “Take a breath and… go!”, com o blog então entitulado Baseado em Fatos Reais (na época, no endereço baseadoemfatosreais.com). Decidi republicar o texto e, apesar de hoje os textos neste blog terem comentários fechados, mantive públicos os comentários não editados originais da época.

Volta e meia eu falo sobre o “meu tratamento” aqui no blog. Nunca expliquei a vocês do que se tratava, nem respondi as perguntas feitas nos comentários. Hoje eu vou fazer isso.
Tenho um distúrbio alimentar chamado Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica (TCAP). Compulsão alimentar, eu diria, é o oposto da anorexia. Na compulsão, você come sem parar e não tem controle sobre isso.
A gente sempre vê todo mundo falando de transtornos alimentares como anorexia, bulimia e falando sempre em obesidade, mas e a compulsão alimentar? Acredite, é tão triste e dolorida quanto todos esses outros problemas…

O que é compulsão alimentar?
Você não tem compulsão alimentar por comer demais na ceia de natal ou na páscoa, nem quando “repete” a sua sobremesa favorita. Compulsão alimentar é um transtorno sério que afeta 3 a 5% dos homens e mulheres americanos.
A compulsão alimentar envolve o consumo de uma grande quantidade de comida, de forma incontrolável e de maneira rápida, até o ponto de sentir-se “cheio” (desconfortavelmente “cheio”). Estes episódios de compulsão são chamados de binge. Poderíamos traduzir binge como “ataques” de compulsão alimentar. Estes episódio não são motivados apenas uma fome “física”, embora períodos de restrição alimentar podem levar a ataques de compulsão. Mesmo que a fome “física” esteja presente, existem outros “gatilhos” de caráter psicológico que podem variar desde à ansiedade, como o medo de “falhar” ou de ser rejeitado, sentimentos e/ou idéias de inadequação ou expectativas frustradas.
A compulsão pode ocorrer de maneira espontânea ou planejada. Pode se comer tudo que estiver “na frente” e disponível, sem critério entre paladar (comida fria, misturas de alimentos doces e salgados), nem qualidade.
Os episódios de binge ocorrem tanto na bulimia quanto no transtorno de compulsão alimentar periódica. Na TCAP, não existe purgação envolvida, isto significa que não é feita por parte da pessoa qualquer tentativa para se “livrar” do alimento ingerido, como vômitos, uso de laxantes e/ou diuréticos e/ou exercícios físicos exagerados. Porém, podem existir episódios esporádicos de restrição alimentar e tentativas repetitivas de se submeter a dietas de emagrecimento, já que a maioria daqueles que sofrem de TCAP encontram-se acima do peso.

Eu comia tudo que via pela frente, depois me sentia culpada. Me olhava no espelho, tinha nojo do que eu era… Tinha crises horríveis de choro, me sentia sempre sozinha… Parei de sair de casa. Já até parei de estudar (felizmente, esse erro foi corrigido).


Na minha pior crise, com certeza um dos piores dias da minha vida, eu comi quase 1/2kg de macarrão em uma única refeição. Minha família toda estava viajando, eu sozinha em casa. Depois disso passei horas (horas mesmo!) chorando, me odiando. Porque eu sabia que não era por fome que eu comia tanto nas minhas crises, porque eu não parava de comer… Meu cérebro ficava o tempo todo girando, me dizendo pra parar, que isso me machucava, me fazia mal, mas minhas mãos não obedeciam e continuavam enfiando mais e mais comida na minha boca. Era como se eu não tivesse controle algum sobre isso, como se eu estivesse amarrada e uma outra pessoa estivesse me forçando a fazê-lo… Não era raro, em algumas dessas crises, enquanto eu comia, caírem lágrimas dos meu olhos… Cada vez comendo mais e mais… Já cheguei a engordar 10kg em um único mês. E a emagrecer.
Nunca comentei isso aqui ou em blog algum. Na verdade, nunca falo disso com ninguém. É difícil, sabe? Eu tenho vergonha, me sinto realmente muito envergonhada. As pessoas nunca entendem, sempre me perguntam por que eu tenho isso, como se eu fosse saber ou como se tivesse sido uma escolha. O tempo todo fica martelando na minha cabeça minha família ou outras pessoas repetindo que eu não tenho “motivos” pra isso. Além do mais, minha força de vontade era inexistente. Eu sabia que tinha um problema, queria sair dele, mas sozinha eu não ia conseguir.
Além disso, a médica ainda diagnosticou, tardiamente, mais três doenças: DDA, princípio de depressão e transtorno de ansiedade. Fui encaminhada pra nutrólogos e psiquiatras. Desde então, venho fazendo dieta, academia e tudo mais, pra que eu possa me curar. Já emagreci mais de 40kg.

[FOTO, 2007]

Ainda tenho o que emagrecer e, no meio do caminho, acabei desenvolvendo bulimia. Hoje é com isso que eu tenho que lidar.

Este post faz parte do tratamento: Assumir-se, admitir. Não pensem que foi fácil escrevê-lo e muito menos publicá-lo. >.<‘ Pouca gente sabia disso tudo, principalmente na internet.

Guto, Pa, Kate, Vivi e Thi, obrigada mesmo pelo apoio de sempre.

Ah! Giu, pelo título [original] do post. xD

Texto revisado pela última vez em 31 de agosto de 2019.

38 thoughts on “Descobrindo e lidando com a Compulsão Alimentar

  1. Que bom seu tratamento está indo bem! Sei bem como é isso… =// Legal você se abrir com o blog tb, assim podemos te apoiar! ^__^

    Beijocas!

  2. Estou sem palavras. Sério.

    Amanda, só posso desejar a você forças para superar seus problemas. O primeiro passo você já tomou, admitir que tem um problema. Quem sabe conversar com alguém que passou pela mesma situação ajude um pouco? Eu tenho uma amiga que teve bulimia por 4 anos e faz terapia até hoje. Se quiser eu a coloco em contato contigo.

  3. Eu não sei como deve ser viver assim, apesar de ja conhecer essa doença, e algumas vezes achar que eu a tenho, mas acho que nao, pq esses momentos foram raros na minha vida e tals. Já ouvi falar tmbm da maioria das doenças que vc citou, imagino como deve ser dificil pq eu tmbm tenho problema com peso e sou vaidosa, ai ja viu né…fico horas e horas sem comer até me sentir fraca…enfim, o que eu quero Amandita, é te dizer que vc não esta só, hoje em dia nos mulheres somos cobradas demais em todos os aspectos da nossa vida, e a imagem é uma das mais cobradas mesmo, justamente por causa desse padrão injusto de beleza que impuseram na nossa época. Desejo o melhor pra vc, que vc continue seguindo direitinho todo o tratamento, sabendo que é o melhor pra vc…a sensação de estar conseguindo controlar todo o mal de que vc sofre ja é uma grande vitória, é a sua recompensa! Vc é linda, tem que se amar acima de tudo! Vc sabe que precisando, pode contar comigo ok…to sempre por aqui, de vagabundagem! rsrs Bjooos

  4. Nossa. Eu tô há uns vinte minutos tentando escrever um comentário, mas me faltam palavras. Você é uma das pessoas mais fortes que eu conheço, Amanda! Que sabia que tinha a doença e queria se curar, e que tá aí, se tratando! Eu me sinto enormemente orgulhosa de conhecer alguém assim, tão forte, que teve coragem de postar no blog a história completa, explicada! Eu só tenho que agradecer a Deus por um dia ter te conhecido, Any! Parabéns pela sua história! :*

  5. Amanda, eu sofri de bulimia por mais de sete anos. Na verdade, não é que esteja 100% curada, mas algumas coisas me ajudaram e se quiser falar sobre, é só me enviar um email, eu ficaria feliz em dividir experiências e ajudar, de alguma forma.

    Um beijão!

  6. Eu quase chorei quando vi o post. Sei que choro por nada ultimamente mas bateu aquela angustia. No final, nós achamos que só nós temos problemas, e o resto do mundo é perfeito. Eu estava (mentira: estou) numa fase assim.
    Mandinha linda, eu to aqui pra todo apoio. Todo mesmo. Porque você é tão especial que nem imagina o quanto. Sempre alegre, com bom humor, sempre apoiando…as minhas dores e as do resto da internet. Você não é melhor e nem pior por ter a doença. Você é humana que nem todo mundo e sofre também que nem eles.
    E deixa te fala um segredo. No final, nós sempre vencemos a guerra…deixe de contar as batalhas fofa!

    O futuro é nosso, só nosso. E to com você, sempre!

  7. Parabéns pela coragem! Sei como é difícil ter um distúrbio e não só conviver com ele, mas lutar todos os dias com a esperança da cura. Tenho esquizofrenia pré-psicótica, tomo remédios e sinto o tempo todo que as pessoas falam de mim, tramam coisas, vão se voltar contra mim, me fazer mal…

    Espero que você melhore, tudo de bom pra você.

  8. Doenças, sempre, precisam ser tratadas. Ainda mais as alimentares que normalmente tem um fundo psicológico. Não digo que sei o que passou, pois não passei pelas mesmas situações. Porém, sei o quanto é difícil ter auto-controle. 5 anos depois com reeducação alimentar ad-infinitum e 30kg a menos a gente tem que aprender alguma coisa.

    Vai ser difícil? Vai. Mas é você quem decide o que fazer. =)

  9. Nossa.. eu não conhecia esse tipo de compulsão =/
    Bem, que bom que você conseguiu falar sobre isso.. e não ter vergonha de falar. Eu realmente espero que você consiga luar contra isso…

    bju’

  10. Com certeza não é culpa sua ter adquirido o transtorno, e também não deve ser motivo de vergonha admitir agora que tem. Como dizem mesmo? Admitir que tem um problema é o primeiro passo para resolvê-lo. Você deveria sentir-se orgulhosa! Não só conseguiu enfrentar o medo de procurar ajuda, que já é algo muito importante pois poucos são aqueles que admitem que não seguram a barra sozinhos, como também está vencendo a doença a anos.
    Aproveito pra pedir desculpas sobre uma vez em que você falou que consumia por volta de mil calorias por dia (faz algum tempo já) e eu disse que dieta era bobeira. Obviamente não sabia das circunstâncias e agora você não sabe o quão culpado estou me sentindo. Bom que eu aprendo a ter mais tato antes de sair falando merda por aí…
    Sei que nosso contato é pouco, mesmo no mundo digital, mas queria que soubesse que não está sozinha! Fora esse povo todo te apoiando aí em cima e no plurk, conta comigo também! Quem quer se ajudar sempre acaba recebendo ajuda dos outros também, ou algo do tipo que devo ter lido em um biscoito chinês.

    beijos e fica bem!

  11. Eu faço faculdade de Nutrição e sei que não é fácil vc dizer a seu paciente o que ele tem e o pior diagnosticá-lo! Mas graças à Deus vc está fazendo tratamento, não desista, lute! Eu sei que não é fácil esses distúrbios, mas estarei lhe dando a maior força e oh adorei vc ter assumido isso é muito importante para o seu tratamento, é como vc não precisasse mais se esconder sabe? não seu se me entende? Fiquei muito feliz de você está se tratando.
    Qualquer coisa se eu poder ajudar ficarei imensamente feliz.
    Beijão amore e tenha uma excelente semana.

  12. Nossa Amanda, a gente troca comentários, vai conhecendo um pouco mais da vida da pessoa, mas é incrível como a gente pouco se conhece ainda, né?
    Acho que um grande passo você já tem dado com essa doença: você sabe que a tem e sabe que precisa ser tratada. Acho que a maioria das doenças psicológicas tem o problema na diagnosticação da questão, quando a pessoa demora para perceber que tem um problema e, depois, qual o problema.
    Espero que tudo dê certo e muita força de vontade para continuar tentando!
    Bjitos!

  13. Eu disse pra você no msn que seu nome deveria ser “Amanda Superação” antes mesmo de clicar no link e ler o post, agora eu só posso reafirmar.
    Cada dia que passa eu te admiro mais.
    Beijos.

  14. Poxa menina, como vcee mesmo disse outras doenças são tão divulgadas. Eu particularmente nunca tinha ouvido falar em compulsão alimentar.
    Que bom que o tratamento está indo bem, vcee podia ter colocado uma fto sua recente tbm pra gente comparar com a de 2 anos atrás. Cara vai na fé, 40kg é coisa pra caramba qe vcee perdeu. Queria mt mesmo ver uma fto sua recente ^^
    bjs ;*

  15. Caramba! Não sabia sobre essa situação, pensei q era apenas coisas de tv, mas realmente existe, e parabéns pela sua evolução! Te desejo muita sorte e estou a disposiçao para conversar, bjus e fique bem! Muita saúde!!!!

  16. Entendo isso que vc passa… tive bulimia e já cheguei perto da anorexia. Poucas pesoas sabem disso, claro, além de ninguem te entender, nao ajudam em nada. Nao entendem minha obsessão por peso, magreza, dieta, tentam me convencer disso e daquilo… Enfim, que bom que vc está conseguindo se tratar, emagrecer e controlar isso. Eu comecei a procurar tratamento ha pouco tempo.
    =***

  17. Nossa Any.. parabens vc é uma vitoriosa! :D
    Eu não te conheço a muito tempo, mas vc sabe q eu te adoro!!

    Força aí, pq vc é demais, e nada pode te parar.

    Eu tb tinha essa ansiedade e esse “come come excessivo” mas acabou quando “cresci” e minha mãe vendeu a padaria… Mas estou feliz assim, não magro e não gordo.

    Beijaaoo e dinovo, parabens… :♥

  18. Bom saber que o seu blog foi útil para o seu tratamento .
    Esses casos são mesmo raros de se ver, e isso deve ser bem ruim, pouca gente deve te compreender, como você mesmo falou no texto.

    Estou torcendo para a sua recuperação, de verdade. se bem que eu nem sei se tem cura, tem ? Se sim, estou torcendo.

    Beijos ;*
    ps.: desculpa pelo comentário meio tosquinho, fiquei sem palavras.

  19. Amanda, posso imaginar o quanto foi difícil para você postar um texto tão íntimo no blog.
    Mas acho importante essa coragem. Pessoas com o mesmo problema podem ler suas palavras e tomar procurar tratamento como você procurou. E quem sabe encontrar pessoas para trocar experiências?
    Siga com seu tratamento e desejo que você consiga melhor cada vez mais.
    Beijossssss

  20. Nossa, a midia nunca mostra esse outro tipo de transtorno, eu nem conhecia, mas que bom que você conseguiu superar isso, e que você continue forte. Que você possa vencer isso, desejo mesmo isso :)
    Acredito que isso não é fácil mesmo, e é preciso sempre que alguem te apoie nessas horas !
    Boa sorte menina :D
    Beijos

  21. Amanda. Nem sei o que comentar. É sério. Mas o blog é bom pra isso tb, desabafar, falar tudo sobre o que sente. Ele pode ser uma parte importante de seu tratamento. Continue assim forte!

  22. O importante é que deu grandes passos – e está sempre rumo a melhoras, pois a melhora em qualquer caso nunca é completa, é vinda de melhoras progressivas a vida toda. Falo por ter caráter psicologico. Sempre fica a incerteza e o medo de tornar a uma vida que cada vez mais vai ficando para o passado. Mas você está trilhando o caminho oposto, e isso é ótimo, e tem com o tempo se fortalecido. “Você pode alcançar seus próprios passos.” Cada dia mais vai ficando para trás aquela vida. E você pode ver o quão forte você é. Vai ficar tudo bem.

    Abraço,

    R.Vinicius

  23. Nossa Any… não consigo te imaginar como na foto… e tb não poderia imaginar q vc já passou por tudo isso… devo dizer q linda vc sempre foi, independente do seu peso…
    É mto difícil admitir pro mundo q temos um problema… te admiro por ter conseguido fazer isso… torço pra vc conseguir vencer isso…
    Gostei de ter mais informações sobre oq vc tem… acho importante informar as pessoas, q transtornos alimentares não quer dizer apenas anorexia e bulimia…
    Lendo esse post, fiquei com mais vontade ainda de ir em um médico, pois já cheguei a pensar q eu tenho a mesma coisa q vc, mas como vc falou, as pessoas acham q isso é besteira, q fazemos esse tipo de coisa pq queremos, e não é bem assim, e lá em casa, minha mãe não sabe conversar, então, só posso ir em médico qdo eu puder pagar… oq é mto triste… mas o blog é seu, e não tenho q vir aqui ficar falando de mim…
    Parabéns por ter conseguido dar esse passo no seu tratamento… e torço mto pra vc ficar 100% logo…

    Bjs…

  24. Oi fofa!É bom se expressar…é difícil, eu sei, eu não teria coragem de escrever essas coisas no meu blog.
    Parabéns por tudo o que você já conseguiu, torço para que você melhore ainda mais.
    Você é muito corajosa e linda, continua assim!
    Bjôn!

  25. Nossa, é complicado demais né? Parabens por conseguir falar assim, porque não é fácil. Muita gente julga errado e acaba piorando a situação. Acho que a única coisa que posso dizer é: força e siga em frente, mude seu destino (como vc comentou no meu blog ^^) porque nós temos que guiá-lo, certo? E a depressão..Minha mãe teve, e uma amiga, e a mãe dessa amiga. É terrível demais, por menor que seja. Eu as vezes suspeito que tenha também..por causa de pessoas que me tratam mal ou fazem de tudo pra fazer que o ambiente seja negativo sabe? Bom.. muita sorte pra você, sei que é difícil e torço pra que fique bem…ou continue bem se ja estiver ^^ Beijos :*

  26. eie! quanto tempo que eu nao venho por aqui! olha menina, acho que apesar de todos os transtornos e problemas que vc ta passando, vc ta no caminho certo e o que importa é ter força de vontade para superar seus problemas. tenho certeza que você vai conseguir passar por tudo isso e voltar a ter uma relação saudável em relação a alimentação! tenha certeza que se aceitando, as coisas vao ficar um pouco mais faceis, pois assim muitas pessoas poderão te ajudar e será um peso a menos nas costas. tive uma amiga que tambem comia demais e depois se arrependia! ela já emagreceu uns 30kg, hoje está linda e saudável! vc vai conseguir!
    beijocas!

  27. Oounh Any..não precisa ter vergonha por ter TCAP.. como você disse, é algo incontrolavel..
    Ja cheguei a ter depressão, e felizmente, durou apenas aproximadamente 2 meses, mas foram os piores dias da minha vida “/
    É horrivel e angustiante.. mas vejo que você está melhorando, está conseguindo vencer até seu peso, e assumir é um grande passo!
    Espero que você fique realmente bem, te admiro de verdade sabia?

    um beijo carinhoso!
    isso pode parecer bobo, mas precisando de mim, é só chamar..

  28. Olá Amanda.

    Vim te visitar depois q vc comentou lá no blog (eu curto o q vc escreve) e estou a uns 5 minutos tentando comentar o que vc postou. Me deu um vazio enorme e fiquei triste. Continuei lendo e decidi que não deveria, até pq seria um desrespeito a sua luta.

    Eu acho muito sério o assunto de DA e só de saber que vc procurou ajuda e quer se livrar de tudo isso, já é uma vitoria.

    Acredito que vc não deve mais reconhecer a pessoa que está na foto. E acredito também que hoje vc seja uma pessoa melhor perante a tudo que aconteceu com vc.

    Força e que Deus ilumine seus passos e escolhas, e não preciso dizer pra vc sair dessa, pq acredito que vá sair e bem.

  29. Oh, querida! É foda, né?
    Mas o pior realmente já passou, né? Eu sou obesa, não tenho compulsão nem nda, mas é difícil a gente não se aceitar e ter tdos esses problemas. Mas vc tá no caminho certo, perder 40kg, tá se tratando e isso vai acabar. Só respirar fundo e acreditar. Vc tem amigos e família e força de vontade, é uma questão de tempo pra tdo se acertar, né?
    Simboraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

    Bjus!

  30. Parabéns, Amanda, você é um exemplo de força de vontade, viu?!
    Seu post me deu um ânimo danado, pois estou numa fase meio cinza da minha vida…
    Torço por você!

    PS: Estou mudando de domínio, logo poderá ver meu blog no mozilla :)

    beijoos, boa quintaa! ;D

  31. Olá Amanda, cara primeiramente gostaria de te parabenizar pela coragem e principalmente pela força de votade, é muito dificil lidar com essas coisas realmente, nunca passei por esse tipo específico de problema mas sei o que é as pessoas (inclusive médicos) dizerem que você não tem chances e você colocar na cabeça que é possivel e seguir em frente até conseguir se curar. acho q por isso q me identifiquei com o seu post, muito bacana da sua parte falar sobre isso abertamente e mostrar q as pessoas tem sim uma escolha e que tendo força de vontade podemos fazer até o que nos dizem ser impossivel.

    então muita força pra você e que você consiga se manter no seu objetivo, mas fica aki os parabéns a vc menina siga em frente q vc consegue sair dessa.

    o/

  32. Amanda, que bom que você está se curando! Não importa se você já pesou tantos quilos a mais, o que importa é que agora, nesse momento você está focada no seu bem estar e está sã! Pois quando assumimos nossos problemas e nos colocamos à frente para resovê-los, tudo muda pra melhor! Toda força do mundo pra você!

    Estamos todos torcendo :)

    Beijos!

  33. você não tem noção de como eu estou feliz por você, por você conseguir falar sobre isso aqui, e acima de tudo, pelos resultados que você está alcançando.
    Você é uma garota linda, e não só esteticamente, você é incrível mandy, e eu me sinto mesmo muito honrada e feliz por ser sua amiga, por tentar te ajudar o máximo que eu posso, mesmo sendo meio rude às vezes >..<"

    eu te desejo tudo de melhor que o mundo tiver, porque você merece todas as coisas boas que existem.

    e o amor certo, quando tiver que ser…

    (L)
    se cuida, beijos amandita.

Comments are closed.